Imagem da SRS®

A Semana da Responsabilidade Social® assenta nas grandes temáticas da ISO 26000: Direitos Humanos, Práticas Laborais, Ambiente, Práticas Operacionais Justas, Consumo e Comunidade.

Os Direitos Humanos constituem os direitos fundamentais de todos os seres humanos e, como tal, urge salvaguardá-los. As organizações deverão intervir ao nível dos Direitos Humanos diretamente relacionados com as suas operações e os seus colaboradores, mas também deverão influenciar a forma como os seus fornecedores, pares e sociedade abordam a questão.

Relativamente às Práticas Laborais, as organizações são responsáveis pelas mesmas, devendo assumir como principal contributo económico e social a criação de postos de trabalho, salários e outros benefícios, como contrapartida do trabalho efetuado. O referencial ISO 26000 aborda cinco grandes questões: Emprego e relações de trabalho; Condições de trabalho e proteção social; Diálogo social; Saúde e segurança no trabalho; Desenvolvimento humano e formação no local de trabalho.

Todas as decisões e operações das organizações têm impacte no Ambiente, tendo em conta os recursos utilizados, os locais onde se situam, a poluição e os recursos gerados pelas suas atividades. As quatro grandes questões abordadas pela ISO 26000 são: Prevenção da poluição; Utilização sustentável de recursos; Mitigação e adaptação às alterações climáticas; Proteção do ambiente, da biodiversidade e recuperação de habitats naturais.

As Práticas Operacionais Justas dizem respeito à conduta de ética das organizações na relação com os seus stakeholders, o que inclui concorrentes, agências governamentais, parceiros, fornecedores, compradores, entre outros. As organizações deverão implementar práticas de anticorrupção, envolver-se de forma responsável na esfera pública, promover a concorrência justa e a responsabilidade social na sua cadeia de valor e respeitar os direitos de propriedade.

Relativamente ao Consumo, o contributo das organizações assenta nos produtos e serviços que oferecem e nas informações que disponibilizam. Assim, as práticas responsáveis traduzem-se na disponibilização de informação correta e formação sobre os produtos/serviços; em práticas de marketing justas e contratos justos e transparentes; na promoção do consumo sustentável; na conceção de produtos e serviços inclusivos; na proteção da saúde e segurança, com enfoque na identificação e minimização dos riscos resultantes da utilização dos produtos e serviços; na proteção de dados e da privacidade dos consumidores.

No âmbito da Comunidade, as organizações integram um sistema eco social e deverão contribuir para o seu desenvolvimento, atuando numa lógica de cidadania ativa. Neste domínio, as práticas suportam-se na identificação e envolvimento das partes interessadas, traduzindo-se em atividades como a criação de emprego e o investimento social com vista ao desenvolvimento económico local.